No passado dia 16 de março de 2019, a ANEEB teve a oportunidade de estar presente no Tec2Med, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT Nova), em Almada. Esta 1ª edição do evento, que pretendeu mostrar a importância da tecnologia na área da saúde, contou com cerca de 300 participantes.

A professora Carla Quintão, coordenadora do curso de Engenharia Biomédica na FCT Nova, e o professor Virgílio Machado, diretor da FCT Nova, deram início ao evento, destacando a importância da Engenharia Biomédica no panorama atual da saúde, e ilustrando soluções já encontradas para problemas concretos nesta área.

“Jovens na Inovação em Saúde” foi o tema do primeiro segmento do dia, que contou com a presença de vários jovens investigadores. A EBIMed, júnior empresa de Engenharia Biomédica, realçou a necessidade de aproximar o meio académico do meio clínico. “Ageing-in-Place” foi o assunto abordado por Francisco Matias, estudante de Medicina na FMUC, que mostrou que o rápido envelhecimento pode beneficiar do conceito de uma casa tecnológica adaptada às necessidades dos mais idosos. Helena Pereira, Mestre em Engenharia Biomédica, no IBEB, revelou como a Inteligência Artificial pode ser integrada no diagnóstico da Doença de Parkinson, e Filipe Rodrigues, Mestre em Engenharia Biomédica na Fundação Champalimaud, mencionou a dificuldade de visualizar o cérebro de uma forma intuitiva, e como integrou várias ferramentas para atingir esse fim. O segmento terminou com a apresentação “Using Scents in Microbial Detection”, por Cláudia Alves, Engenheira Biomédica no Biomolecular Engineering Lab, na qual explicou o funcionamento de um nariz eletrónico que permite identificar infeções bacterianas em meio hospitalar.

Após o almoço, iniciou-se um momento de palestras sobre Tecnologia e Inovação na Medicina, que contou com a presença de profissionais experientes nas áreas de Engenharia e Medicina. O primeiro convidado, Doutor José Novo de Matos, Ex-Presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Minimamente Invasiva, descreveu a atualidade da cirurgia robótica. De seguida, tomou a palavra a Doutora Isabel Palmeirim, Diretora do Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve (UAlg), que salientou a excelência e inovação patentes no curso que coordena. Em terceiro lugar, o professor José Fonseca, docente na FCT Nova, e o Doutor Leonardo Martins, destacaram os objetivos e as aplicações específicas do Big Data na Saúde. Seguidamente, o Doutor Paulo Freitas, Deputy Director General do INL, apresentou diversas investigações, entre elas o desenvolvimento de um tratamento inovador de glioblastoma. Pela voz do Doutor Armin Moniri, docente da UAlg, abordou-se o percurso conceptual desde a ideia ao produto. O convidado expôs vários projetos, entre eles um método não-invasivo para tratamento da otite serosa. Diretamente da Take The Wind, Daniela Abreu apresentou o Body Interact, um sistema clínico que potencializa uma nova abordagem na educação médica.

Posteriormente, o evento reservou um momento de networking durante o coffee break onde estiveram presentes entidades como a APORMED, o Take The Wind, a Clynx, a LisbonPH, a NeVARo,a EBIMed  e a Proteomass.

Para encerrar a 1ª edição do Tec2Med, decorreu um debate sobre a temática “Tecnologia no Ensino da Saúde”, que teve como convidados o Doutor André Fernandes, Mestre em Medicina pela Universidade da Beira Interior, a Doutora Francisca Leite, Diretora de Formação, Investigação e Inovação na Luz Saúde, o Doutor João Gonçalves, Secretário Geral da APORMED, e o professor Ricardo Vigário, docente na FCT Nova.

Finalizado o evento, a ANEEB gostaria de parabenizar a Comissão Organizadora, bem como de endereçar votos de futuras edições, igualmente bem-sucedidas.

Categorias: Notícia