No passado dia 30 de outubro de 2017, a ANEEB marcou presença no XX Seminário Nacional do CNECV dedicado ao tema “Cérebro e Ética, Novos Desafios”, num tributo prestado ao Professor Doutor João Lobo Antunes, realizado no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian. Este foi organizado pelo próprio Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian e contou com o Alto Patrocínio de Sua Excelência, o Presidente da República, assim como do Presidente da Assembleia da República Portuguesa.
O Seminário teve como objetivos principais o debate acerca dos progressos mais importantes no âmbito das neurociências e promover a discussão bioética sobre este tema junto da sociedade. Para além disso, o seminário consistiu também numa homenagem ao anterior Presidente do CNECV, João Lobo Antunes.
A primeira sessão, que decorreu durante a manhã, iniciou-se com os discursos emotivos da Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, do Presidente do CNECV, Jorge Soares, do Presidente da Assembleia da República Portuguesa, Eduardo Ferro Rodrigues, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, acerca de João Lobo Antunes. Nestes, destacaram a genialidade do antigo neurocirurgião, como alguém que estava constantemente atento às inquietações da sociedade e que antevia como poucos os desafios da biomedicina contemporânea. João Lobo Antunes foi assim relembrado como um humanista apaixonado pelo conhecimento.
De seguida, deu-se início à apresentação dos ilustres neurocientistas portugueses, António e Hanna Damásio, cujo o reconhecimento tanto em Portugal como no país onde exercem as suas funções (EUA) é enorme, sobre as questões éticas e morais colocadas pelo avanço tecnológico na sociedade atual. Partindo de um estudo que realizaram em adultos, compararam a influência das lesões cerebrais, na região do córtex pré-frontal ventromedial, quando infligidas em idade pré-adolescente ou adulta. Concluíram que, apesar de não haver danos cerebrais detectáveis no diagnóstico corrente, a capacidade de julgamento associada à avaliação cognitiva da moralidade era afectada, inibindo as respostas emocionais e autonomia de resposta.
A ANEEB gostaria desta forma de agradecer ao CNECV e à Fundação Calouste Gulbenkian pelo seminário proporcionado, assim como aos ilustres que nos brindaram com a sua eloquência.

Categorias: Notícia