No passado dia 18 de Outubro de 2017, a Farmacêutica Angelini organizou uma conferência acerca da Resistência aos Antibióticos, na qual a ANEEB teve o prazer de estar presente. A conferência realizou-se no Museu do Oriente, em Lisboa, e contou com a presença não só de farmacêuticos, como também de médicos e veterinários, o que permitiu uma visão mais abrangente do panorama atual.

O painel multidisciplinar era composto por 9 elementos, no qual se partilharam as experiências na área, ficando bem evidente a preocupante evolução deste problema nos últimos anos. Ficou igualmente patente que a dimensão da resistência antibiótica é global, na qual a OMS está alerta dado que poderá trazer complicações a médio prazo.

As principais causas apontadas a este problema incidem, segundo o painel, na precariedade da relação médico/doente, assim como na pressão que o paciente exerce sobre o médico para este lhe atribuir um antibiótico para solucionar o problema mais rapidamente. Este elevado número de atribuição de antibióticos à população tem conduzido a uma dificuldade acrescida no combate a bactérias modificadas e cada vez mais resistentes, sendo por isso necessário  implementar abordagens clínicas mais eficientes e promover a literacia em saúde.

O painel sugeriu melhorar os cuidados de saúde primários, os rastreios nas clínicas ou hospitais e também apostar na investigação de novos antibióticos mais difíceis de serem  compreendidos pelas bactérias, dificultando a criação de resistência por parte das mesmas.

A ANEEB teve o maior prazer em assistir a esta conferência no âmbito da Angelini University Award!2016/2017, deixando os seus sinceros agradecimentos pela experiência proporcionada.

Categorias: Notícia