No passado dia 12 de dezembro, o Instituto Pedro Nunes (IPN) organizou uma sessão de apresentação dos principais concursos do EIT Health para 2018 no que diz respeito a saúde digital, medtech e biotecnologia, evento no qual a ANEEB marcou presença.

Os programas do EIT Health são suportados pela Comissão Europeia e pelo Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia e, com um orçamento de dois mil milhões de euros, pretendem investir nos melhores projetos empreendedores, fomentando o desenvolvimento e a comercialização de novos produtos e soluções na área da saúde. Assim, estes programas permitem às candidaturas aprovadas a oportunidade de desenvolver o seu negócio com a colaboração de especialistas, apresentar o seu projeto a investidores e empresas, facilitar o acesso a novos mercados mundiais e aceder a uma rede de referências a nível europeu.

A primeira sessão começou com uma breve apresentação das três categorias do concurso EIT Health: Campus, Innovation e Accelerator para 2019 que foi seguida pelos testemunhos de alguns projectos já aprovados pelo concurso.

No concurso Campus, destacamos o programa PhD Transition Fellowship, dado por universidade, que se destina a alunos no último ano de doutoramento para obtenção de financiamento até 50k € para a melhor ideia. Este programa permite igualmente acesso a bootcamps de empreendedorismo e eventos do EIT Health, onde poderão contactar com investidores e empresas da área. O Doutor Marcos Mariz contou-nos a sua experiência neste concurso, com o seu projeto inEye que permite a administração ocular de vários fármacos em simultâneo de forma controlada e prolongada.

O Doutor João Silva falou do seu projeto LifeTag, aprovado pelo concurso Accelerator – Catapult, que consiste num kit de diagnóstico da permeabilidade intestinal, não-invasivo e que pode permitir a deteção precoce da doença inflamatória intestinal (DII). O Doutor Mahmoud Tavakoli, presidente da Soft-bionics, ganhou o concurso Innovation by Ideas, com o produto Smart-Insole que através do mapeamento de pressão plantar permite monitorizar o progresso de reabilitação de pacientes fora da clínica.

A segunda sessão, consistiu na apresentação dos presentes e das suas organizações num ambiente informal e permitiu discutir ideias sobre como é que poderá ocorrer a evolução do ecossistema EIT Health.

A ANEEB gostaria de congratular o IPN e o EIT Health pela excelente iniciativa e organização do evento, que deu a conhecer os principais desafios e possibilidades de apoio na área da saúde bem como o contacto entre várias organizações e empresas.

Categorias: Notícia