No passado dia 19 de abril de 2018, a ANEEB teve o prazer de fazer a cobertura de alguns dos painéis do World Health Summit (WHS), que teve lugar no Convento de São Francisco, em Coimbra.

Durante a manhã do primeiro dia, foi possível assistir a dois painéis. O primeiro teve como tema “Biomedical Education for a changing world” e contou com cinco palestrantes dos mais diversos pontos do mundo, que se debateram sobre a necessidade de alterar a forma como se ensina e avalia os estudantes de saúde devido às mudanças inerentes ao novo mundo, salientando-se a urgência em criar plataformas de ensino estimulantes e impulsionadoras da peer to peer education. Por outro lado, o segundo painel focou-se na “Global Health Security” e teve como objetivo discutir e esclarecer a forma como as diferentes nações previnem, detetam e reagem a catástrofes como o bioterrorismo ou a propagação de doenças infecciosas e agentes patogénicos, bem como alertar para a necessidade de existirem regulamentos e infra-estruturas que garantam a segurança na saúde.

O período da tarde iniciou-se com a sessão de abertura do evento e contou com a presença de várias figuras de renome, entre as quais o Prof. Detlev Ganten, Presidente do WHS, que apontou para a importância da discussão de políticas de saúde  e criação de sinergias com a indústria, sector privado e ONG’s. Para além disso, alertou ainda para a existência de problemas que necessitam de ser ultrapassados rapidamente, como a resistência a antibióticos e a má nutrição da população, que tem levado ao aumento do número de pessoas com obesidade, diabetes e hipertensão. De seguida, o Alto Comissário para o WHS, o Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra (CHUC) e o Ministro da Saúde referiram a importância da M8 Alliance na criação de uma rede colaborativa, que continua a permitir o desenvolvimento de investigação e a fomentar novas formas de educar e melhorar as abordagens feitas aos cuidados de saúde. O Reitor da Universidade de Coimbra, o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra e o Comissário Europeu para a Pesquisa, Ciência e Inovação acrescentaram ainda, a importância de alargar os cuidados de saúde já existentes a todos os lugares do mundo, bem como a importância de agir rapidamente e na altura certa.

De seguida, o painel “Digital Medicine” foi iniciado pelo Presidente do Conselho de Administração da SPMS, que contextualizou a necessidade de se mudar a maneira como se prestam cuidados de saúde em Portugal, referindo que é necessário alterar a interface, o foco e o suporte da informação, contudo este ainda é um longo caminho a percorrer. Posteriormente, o Presidente da IBM Portugal, António Raposo de Lima, debruçou-se sobre o papel dos dados e da inteligência artificial na melhoria da prestação dos cuidados de saúde. Seguiu-se a Eng.ª Filipa Fixe, referindo o papel da Glintt na promoção do uso da tecnologia onde esta é mais precisa, vista como um meio de melhoria dos serviços de saúde, apostando não só na monitorização in situs, mas também em decisões médicas baseadas em real time information.  A Diretora para a Saúde e Ciências da Vida na Europa, Médio Oriente e na África da Microsoft, Elena Bonfiglioli, acrescentou ainda que já existe tecnologia para que a abordagem aos cuidados de saúde seja mais proactiva e possa aumentar a qualidade e equidade na prestação dos mesmos, tendo posteriormente apresentado alguns projetos da empresa como o InnerEye, Cochrane e HoloLens. Por fim, a Altice Labs apresentou alguns dos seus produtos como o MediGraph.

A ANEEB gostaria de congratular toda a organização do WHS, não só pela qualidade da cimeira, mas também por incentivar a discussão das políticas de saúde.

Categorias: Notícia