No passado dia 19 de março de 2018, a ANEEB marcou presença na primeira conferência do ciclo “Rumo ao Norte Hospitalar”, intitulada “Desafios da Inovação e Segurança de Informação”, no edifício Egas Moniz do Hospital Santa Maria, em Lisboa. Este ciclo é organizado através de uma pareceria entre o Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) e a Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares (APAH).

A conferência iniciou-se com os discursos dos presidentes do CHLN e da APAH, realçando a importância desta parceria numa perspetiva de inovação no setor da saúde. De seguida, coube ao Centro Nacional de Cibersegurança, através da Dra. Isabel Batista, a conferência inaugural desta sessão, apresentando como tema a cibersegurança no meio hospitalar. Nesta foram demonstrados diversos exemplos de ciberataques no setor da saúde, em todo o mundo, alertando para o impacto que estes podem ter num sistema de saúde e aconselhando algumas medidas primárias de segurança. Com o avanço da tecnologia no meio hospitalar, torna-se essencial criar métodos de defesa para prevenir estes ataques de hackers.

A sessão que se seguiu, moderada pela Dra. Teresa Magalhães e cujo o destaque foi para a inovação ao serviço da qualidade e segurança, consistiu na apresentação de diversos casos que ocorreram no próprio CHLN. O primeiro caso foi exposto pela Dra. Celeste Barreto, focando-se na avaliação de satisfação por parte do utilizador. O segundo, pela Dra. Dulce Brito, cardiologista do Hospital Santa Maria, que nos falou dos avanços e da utilidade da telemedicina neste setor, dando como exemplo a telemonitorização de doentes com insuficiência cardíaca. O terceiro caso foi apresentado pela Dra. Cristina Bárbara e pela Dra. Catarina Santos, defendendo o tema da telereabilitação no paciente  com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC). Através desta, torna-se possível e mais seguro a realização de exercício físico mesmo em doentes mais graves. O último caso centralizou-se na utopia de alcançarmos um hospital paper free que, como o próprio nome indica, consiste num hospital todo digitalizado tanto ao nível de informação gerada como ao nível de dados clínicos dos pacientes. Foi, igualmente, realçada a ideia de se realizarem teleconsultas, permitindo uma maior agilidade neste parâmetro, tanto ao nível da acessibilidade e disponibilidade, como da melhoria do serviço nos tempos de resposta.

Após uma pausa para o coffee-break, iniciou-se a conferência do Prof. José Tribolet (IST/INESC-TEC), abordando o tema da inovação nos dispositivos médios e os desafios da segurança de dados. Nesta conferência, o Prof. José Tribolet alertou para a trivialidade que é, atualmente, criar o caos em Portugal através de ciberataques, referindo novamente a necessidade de nos precavermos para uma situação deste género para, assim, conseguirmos “Antecipar o Pedrógão Grande Cibernético”. Destacou-se, também, a obrigatoriedade de se criarem arquiteturas bases nos processos de uma unidade de saúde genérica, devendo-se primeiro estipular qual o tipo de informação que deve ser gerada e, posteriormente, definir as políticas de acesso à mesma.

A primeira sessão deste ciclo de conferências, que irá continuar em junho, terminou com o discurso do Sr. Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, que congratulou esta iniciativa da APAH e do CHLN, defendendo a ideia de um mundo novo, mais equitativo. Destacou, igualmente, alguns pontos que devem ser discutidos como a gestão do risco, escassez de interoperabilidade nos sistemas do meio hospitalar e a literacia em saúde.

A ANEEB saúda a APAH e o CHLN pela diligência e pertinência dos temas abordados na conferência.

Categorias: Notícia