Nos passados dias 14 e 15 de março de 2018, a ANEEB teve o prazer de estar presente no primeiro dia das I Jornadas de Engenharia Biomédica, que decorreram no auditório do Polo II da Escola de Ciências e Tecnologias, ECT, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, UTAD.

A sessão de abertura foi iniciada pelo Presidente da Escola de Ciências Tecnologias, o Diretor da Licenciatura de Engenharia Biomédica e Diretor de departamento de Engenharias que não só congratularam a organização, como  salientaram a importância da Engenharia Biomédica dentro da escola, enquanto que Presidente da Associação Académica da UTAD (AAUTAD) e a Presidente do núcleo (NengB) realçaram o papel fundamental dos núcleos no desenvolvimento de competências interpessoais. De seguida, o Professor Senentxu Lanceros-Méndez deu uma palestra sobre  “Eletroactive Materials and Bioreactores for Novel Tissue Engeneering Strategies”, onde enfatizou que novos materiais implicam novas abordagens e expôs o trabalho que tem vindo a desenvolver com uma equipa interdisciplinar na Universidade do Minho (UM) e na BCMaterials. O Eng. Carlos Gonçalves prosseguiu com o tema “Engenharia no apoio à medicina”, tendo feito uma breve descrição do que é a Engenharia Biomédica e posteriormente apresentado a tecnologia envolvida na concretização da manga de compressão ativa, por ele desenvolvida, no âmbito da sua tese de doutoramento.

O segundo painel do dia, foi introduzido pelo Eng. Antero Oliveira, antigo aluno da UTAD e atual consultor tecnológico da Glintt, que nos apresentou o tema “Healthcare Digital Future” e sucintamente caracterizou a importância da utilização da tecnologia nos cuidados de saúde, bem como da sua evolução e vantagens. Seguiu-se o Dr. José Eduardo Pinto da Costa que discutiu o tópico “Fronteiras na Engenharia Biomédica” começando por definir o conceito de Engenharia Biomédica, bem como, as suas aplicações passando de seguida por elucidar quais as suas fronteiras, que se têm revelado cada vez mais latas, e que têm levantado algumas questões éticas no seio da comunidade. Antes de dar por terminado o painel, o Eng. Miguel Castilho falou sobre “3D Biofabrication for Join Regeneration” descrevendo brevemente o seu percurso e introduzindo o seu trabalho feito na integração de tecnologias 3D no fabrico de biomateriais para medicina regenerativa. Por fim, e concluindo o primeiro dia de Jornadas foi possível ouvir as considerações tecidas pela maioria dos oradores e pelo Presidente da ANEEB, que se debateram sobre o tema “A Engenharia Biomédica em Portugal”, tendo afirmando que a Engenharia Biomédica não se encontra em segundo plano em relação às Engenharias Clássicas e que a procura no mercado de trabalho tem vindo a aumentar e a ser cada vez mais específica, embora ainda exista algum estigma em relação  à profissão. Para além disso, houve também uma valorização de haver uma especialização para a Engenharia Biomédica na Ordem dos Engenheiros.

No segundo dia das Jornadas, os workshops orientados pelo Professor João Pavão e Professores António Valente e Salviano Soares, ambos docentes da UTAD, tiveram como temáticas a “Aplicação Web Construída em Grail” e “Robótica Educativa e Aplicações Biomédicas”, respectivamente, tendo introduzido algumas tecnologias novas para alguns dos alunos. O último painel das Jornadas foi iniciado pela Dr.ª Sónia Teles  que deu algumas dicas de como construir um CV e proceder numa entrevista de emprego. Seguiu-se a Dr.ª Aureliana Filipa Sousa do INEB que palestrou sobre “Biocarrier: Biofabricação aplicada à Engenharia de Tecidos”, onde mencionou alguns projetos elaborados no i3S. Na sessão de encerramento das Jornadas foram tecidos alguns esclarecimentos sobre o mestrado de Engenharia Biomédica da UTAD por parte da Direção de Curso, alunos e ex-alunos do Mestrado de Engenharia Biomédica da universidade, do Tesoureiro da AAUTAD e da Vice-Presidente do NengB.

A ANEEB gostaria assim de agradecer ao NengB pelo convite feito, e ainda congratular o mesmo pela qualidade do evento.

Categorias: Notícia